Na pele enrugada Era um viajante aborrecido Quanto…

10/01/2007

Na pele enrugada
Era um viajante aborrecido
Quanto mais lugares conhecia
Mas a barba crescia
Tinha uma agenda toda rabiscada
De passado, caminhos e cachoeiras
E datas supérfluas no canto esquerdo das folhas
Desenhava ponteiros com a ponta do dedo
Eis a minha próxima direção

Panela, caneca, faz fogo sem fogão
Campainha, carta e televisão

Eu não volto, já tinha dito.
Volto, não

Anúncios

Uma resposta to “Na pele enrugada Era um viajante aborrecido Quanto…”

  1. clauhttp://flordepanoescarlate.blogspot.com/ Says:

    flores de pano adoecem de letargia… mas, já vi, não morrem :) beijos


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: