Glory Box

18/04/2007

no princípio era o caos

a hemorragia

era o profano
sobre o a seda
o verbo no ouvido
os dentes cerrados

na pele a respiração
sente?
vontade.

na sutileza dos gestos
nas mãos entrelaçadas
era o abuso consentido
na regra desvirtuada

força bruta nos poros
o salgado suor pelas veias
O gosto transparente na saliva
quente
já não era exceção

fugiram
sumiram
fizeram cena
caíram na ironia

um dia voltaram
fecharam o portão
trancaram a porta
desligaram a luz

nenhuma palavra foi ouvida
dizem que ainda havia calor

mas jamais foram encontrados

Anúncios

3 Respostas to “Glory Box”

  1. Edson Junior Lain Says:

    Ei, Cris=]
    Posia concreta?

    Abraço.

  2. bebel Says:

    OI, Cris,

    Ando fora do circuito, trancafiada no porão. E, sim, aqui faz calor, rsrsr… Findi passado, consegui respirar e incluir esses textos.

    E o seu blog também respirou. Além das ilustrações, vejo você de casaco vermelho, deitada na grama, olhando para o céu, contando carneirinhos?! Não! Respirando …

    O caos lhe cai muito bem.

    Ainda trabalha de noite? Como está a faculdade, a vida?

    saudades

    beijos,

    Bebel

  3. Natusch Says:

    Bom, muito bom. Apreciei deveras, mesmo. =)


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: