Gota

07/05/2007

 

Foi escorrendo pela madeira,
raspando a inocência no chão
Um dia começou a pingar
deslizou os braços, pernas,
pingou barriga, membranas,
orelhas, unhas, solidão
deixou, por fim, pingar o coração

Anúncios

Uma resposta to “Gota”

  1. ritaloureiro Says:

    Só consegui ficar olhando…
    durante um tempo adimencional
    para o post.

    O engraçado é que essa idéia de “escorrer” está em tudo,
    desde novelas em que a personagem se desespera,filmes dramáticos
    a uma simples brincadeira irônica entre amigos.

    E aqui. Ela deixou de ser um tanto quanto “clichê”
    E se tornou. uau.

    É incrivel o que expressão pode fazer.
    Principalmente se muito bem manejada.

    Parabéns…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: