Then the bird said, “Nevermore.”

02/12/2007

Quinta-feira aluguei Na Hora da Zona Morta, do Cronenberg, pra ver. Terminei a matéria que estava fazendo sobre o diretor e emendei um artigo, mas agora sobre Crash – Estranhos Prazeres. Ambos pra faculdade. E o mais legal de tudo é que talvez por aí acabe ficando o tema da minha monografia também. Já tou procurando bibliografia e tal. Tou me sentindo meio abobada, achando fácil demais. Legal demais. Cegueira temporária, óbvio. Quando a parte pesada chegar, talvez eu mude de idéia.

Na Hora da Zona Morta é baseado em um livro do Stephen King: The Dead Zone. Aliás, pra que aquele “Na Hora” no nome do filme? “A Zona Morta”, tradução literal, já bastava. E esse caso é simples. O problema é quando modificam totalmente o sentido dos títulos. Enfim. Chegando ao ponto, o que quero dizer é outra coisa. Na Hora da Zona Morta começa com o Christopher Walken, que interpreta John Smith, um professor de literatura, lendo para os alunos a última estrofe de um dos meus poemas prediletos:

“And the Raven, never flitting, still is sitting, still is sitting
On the pallid bust of Pallas just above my chamber door;
And his eyes have all the seeming of a demon that is dreaming,
And the lamp-light o’er him streaming throws his shadow on the floor,
And my soul from out that shadow that lies floating on the floor
Shall be lifted – nevermore!”

É de O Corvo, do Edgar Allan Poe. O poema tem traduções do Fernando Pessoa e do Machado de Assis. Prefiro a do Pessoa:

“E o corvo, na noite infinda, está ainda, está ainda
No alvo busto de Atena que há por sobre os meus umbrais.
Seu olhar tem a medonha dor de um demônio que sonha,
E a luz lança-lhe a tristonha sombra no chão mais e mais,
E a minh’alma dessa sombra, que no chão há mais e mais,
Libertar-se-á… nunca mais!”

Anúncios

6 Respostas to “Then the bird said, “Nevermore.””

  1. João Says:

    Fiquei com vontade de rever Crash. Faz muito tempo que vi.

  2. Sandra Leite Says:

    Ok Cris, virou minha personal culture :)
    Comprei o ” EXTREMAMENTE ALTO, INCRIVELMENTE PERTO” e agora quero ver CRASH…. ;)
    Semana começa agitada…beijo


  3. se gosta da idéia, estuda, vai fundo e te apaixona por ela!
    beijos

  4. natusch Says:

    Puxa… The Raven é um poema maravilhoso, e “Na Hora da Zona Morta” é um belíssimo filme! Nossa, anos que não pensava nele. E o livro é bem bacana também – um dos primeiros do King, antes de ele ficar bitolado em algumas soluções fáceis. Não sei exatamente o que tu tá planejando, mas me soa muito bem =D

    O poema, como qualquer poema, é de tradução dificílima. Ele não só é muito rítmico, como também tem imagens muito fortes, e deve ser um drama conseguir criar isso tudo em outra língua. Não conheço a versão do Machado de Assim, mas essa do Pessoa eu já li e acho bem aceitável. Mas enfim, é o Pessoa, né?

    Obrigado pelo comentário querido no meu blog. Posso dizer sem nenhuma hesitação que vou um monte com a tua cara – o que, na minha escala de valores, é um dos melhores elogios possíveis. Agora vou ter mais tempo na vida, de repente a gente até se vê uma ou duas vezes por mês =P

    Beijos!

  5. Cris Says:

    João:
    = )

    Sandra, depois me diz o que tu achou do livro. Do filme, pelo que te conheço, acho que tu não vai gostar… Hehe
    Beijo!

    Pati,
    Cabeça borbulhando de idéias…

    Natusch, a versão do machado me parece mais elaborada. É bonita também, mas tenho mais finidades com o Pessoa = P
    É uma pena não te encontrar mais na Fabico, mas claro que nos vemos ainda. E ainda tem a formatura de vocês (vocês = muita gente que eu conheço da fabico se formando junto), na qual eu VOU! = )
    Beijão

  6. gabriel Says:

    meio dark side esse poema, meio dark side…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: