Na velocidade da luz

16/04/2008

Outro dia fiquei pensando em que momento, em segundos, ou mesmo parte disso, a gente perde ou ganha uma pessoa, mesmo sem se dar conta disso. Não cheguei a conclusão nenhuma, mas talvez exista mesmo uma parte exata do tempo para isso acontecer. Não estou dizendo tempo na vida toda. Minha medida é em segundos mesmo. Já ganhei uma pessoa por horas em apenas um segundo e nem sei como. E já perdi também. Ou deixei de tê-la mais perto. É como se tu tentasse pegar um peixe pequeno, um Lambari, com a mão. Tu tenta, tenta, e em um certo momento, tu agarra ele, fecha a mão e não solta mais. A diferença é que o peixe tu “captura” de propósito, vendo isso acontecer. Só consigo pensar que existe um momento em que tu cativas uma pessoa e se deixa cativar. Um instante exato, porque mesmo as coisas gradativas são divididas nos ponteiros.

Anúncios

8 Respostas to “Na velocidade da luz”

  1. ma Says:

    É o piscar de olhos e a resposta dos anseios de cada um que faz isto acontecer…Lindo!

  2. gabriel Says:

    são os momentos em que temos que estar atentos…a vida são os momentos em que tentamos adivinhar quais serão realmente os verdadeiros momentos…A vida é uma eterna busca pelos momentos..sonhados..vividos..revividos…perdidos…buscados..alcancados…mas são sempre imprevisiveis…e isso é o que os torna mais interessantes ainda…mas qual será o próximo momento? essa é a grande questão que penso sempre fazemos quando acordamos..quando saimos de casa…quando viramos a esquina…quando conhecemos outra pessoa…quando buscamos tanta coisa.
    saudações sinceras pra ti

  3. Vica Says:

    Como no Closer em que a Alice dizia que de um momento para outro ela deixava de amar. Eu penso que é assim mesmo: há um exato momento em que os sentimentos mudam.


  4. não adianta muito tentar agarrar lambaris.

    certas coisas nasceram para ser escorregadias :) saber perder parece a coisa maís difícil do mundo.

  5. Marcos Says:

    Eu acho que a melhor metáfora não é com mãos e peixes, mas com um copo e água. Têm vezes em que o copo enche bem devagar, outras que enche em um segundo. Ele ainda pode furar, perder um pouco d’água, depois voltar, enfim. O importante é que ele enche! hehe

  6. daniarrais Says:

    acho que a gente passa a vida toda em busca desses momentinhos tão pequenos, mas tão gigantes… =)

  7. Cris Says:

    : )
    Me perdi entre um segundo e outro.

  8. Cris Says:

    Meu lambarizinho :)


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: