O Teatro da Saudade

15/08/2008

“É tudo fingimento. Finjo que não sinto, finjo que não penso, finjo que não vejo.  Amo, não amo, amo. Tropeço, o substantivo. É recurso básico. Está no manual do bom AMADOR.”

Anúncios

4 Respostas to “O Teatro da Saudade”

  1. Sandra Leite Says:

    adorei!!! :)
    Tão meu…posso publicar com o crédito daqui lá no IeBN?

    bjs

  2. Cris Says:

    Pode, sim, mineira cosmopolita. As aspas são fingimento também. O texto é meu mesmo. Beijo.

  3. Sandra Leite Says:

    roubeiiiiiii :)

    Tks a lottttttttttt

  4. gressi Says:

    muiiiito bom!!!! :)
    :*****


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: